Publicações

Livros

  • Ane Alencar, Laurent Micol, John Reid, Marcos Amend, Marília Oliveira, Vivian Zeidemann, Wilson Cabral de Souza Júnior

    A pavimentação da BR-163 e os desafios à sustentabilidade: uma análise econômica, social e ambiental

    Essa publicação representa uma importante instância da participação da Sociedade Civil brasileira organizada num processo de decisão pública de grandes implicações. A pavimentação da BR-163, uma rodovia partindo de Cuiabá no planalto central e adentrando a região amazônica até Santarém, causará impactos extensos nas economias das duas regiões bem como nos ecossistemas naturais ao longo da rota.

  • Marcelo Sampaio Carneiro, Manuel Almeida Amaral Neto, Irene Margaret Höhn

    Certificação Florestal e Movimentos Sociais na Amazônia

    Relatório do seminário realizado em Belém no período de 20 a 22 de janeiro de 2002.

  • Richard Wallace e Maria da Silva

    Como Participar em uma Rodada de Negócios: sugestões para as comunidades e associações

    Esta Cartilha que foi apoiada pelo IEB é resultado do trabalho conjunto do Grupo de Pesquisa e Extensão em Sistemas Agroflorestais do Acre (Pesacre) e Universidade da Flórida. Apresentada pelos personagens Simone e Francisco a publicação inclui informações básicas sobre o que é uma rodada de negócio, como preparar para uma rodada de negócio, o que vai encontrar em uma rodada de negócio, e como encerrar o seu encontro em uma rodada de negócio. A cartilha pode ser utilizada das mais diversas formas pelas comunidades. Seja seguindo todos os seus passos em leituras coletivas durante a preparação para a participação em feiras, rodadas de negócios, e negociações ou através de estudo prévio para tirar dúvidas sobre como participar em tais eventos.

  • Organização: Paulo Petersen e Ailton Dias

    Construção do Conhecimento Agroecológico: novos papéis, novas identidades

    Caderno do II Encontro Nacional de Agroecologia

  • Wilson Júnior, John Reid

    Custos e Benefícios do Complexo Hidrelétrico Belo Monte: uma abordagem econômico-ambiental

    Dentre os principais afluentes da margem direita do rio Amazonas está a sub-bacia do Rio Xingu, abrangendo uma área de 509.000 km². Próximo a Altamira, o rio Xingu sofre uma acentuada sinuosidade, onde existem pontos favoráveis à implantação de hidrelétricas devido a existência de quedas naturais. Em um desses planeja-se a construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, projeto que gera polêmica desde os anos 80. Este documento analisa os custos e benefícios da mais recente configuração do projeto Belo Monte.

  • Organizador(a): Nurit Bensusan

    Do Povo para o Povo

    Esta publicação apresenta os resultados de cinco dos quarenta projetos apoiados pelo Programa de Meio Ambiente da USAID no Brasil. O livro mostra como o financiamento a pequenos projetos de meio ambiente podem produzir grandes impactos para a conservação da biodiversidade e estimular o uso dos recursos naturais de forma sustentável. Principalmente no caso dos povos indígenas onde os recursos contribuem para o fortalecimento do movimento indígena no Brasil.

  • Andréa Alice da Cunha Faria e Paulo Sérgio Ferreira Neto

    Ferramentas de Diálogo

    Este guia tem como objetivo apresentar e discutir ferramentas que tem a finalidade de subsidiar a ação de mediadores e mediadoras que desejem promover um diálogo coletivo, franco e produtivo. Processos participativos de diagnóstico, planejamento e/ou monitoramento necessitam, além de ferramentas adequadas, de uma consistente reflexão sobre sua concepção metodológica, a fim de apoiar a definição de objetivos, a abrangência física e temática, os sujeitos envolvidos, bem como a construção de uma estratégia eficiente de promoção da participação.

  • Domingos Macedo

    III Oficina de Manejo Florestal Comunitário da Amazônia Brasileira

    A Terceira Oficina de Manejo Florestal Comunitário foi realizada em Rio Branco-AC entre os dias 17 a 21 de junho de 2000. Este evento possibilitou o encontro de sete parcerias de trabalho envolvidas com o tema e que são consideradas neste momento, as experiências mais adiantadas de manejo comunitário na Amazônia. Os representantes das comunidades e técnicos envolvidos diretamente nas atividades de manejo comunitário, além de pesquisadores, representantes de diversas instituições de governo, empresários do setor madeireiro, instituições financeiras e ONG´s puderam trocar experiências e principalmente tentar avançar no processo de discussão dos temas mais emergentes que envolvem o assunto.

  • Paulo Amaral e Manuel Amaral Neto

    Manejo Florestal Comunitário na Amazônia Brasileira: Situação Atual, Desafios e Perspectivas

    Esta publicação, de autoria de Paulo Amaral e Manuel Amaral Neto, apresenta, de forma sistematizada, experiências de manejo florestal comunitário na Amazônia brasileira. Aprofunda as discussões que já vêm ocorrendo sobre o tema desde 1998, discorrendo sobre a dinâmica do setor madeireiro na Amazônia, iniciativas e desafios ao manejo florestal comunitário na região, perspectivas da exploração florestal pelas comunidades e diversos outros pontos.

  • Paulo Amaral e Manuel Amaral Neto

    Manejo Florestal Comunitário: processos e aprendizagens na Amazônia brasileira e na América Latina

    Nesta publicação, são discutidos alguns dos fatores que têm influenciado o processo do Manejo Florestal Comunitário - MFC na Amazônia brasileira fazendo um paralelo entre as experiências vivenciadas em outros países da América Latina, onde se tem experimentado importantes avanços, na tentativa de buscar aprendizados mútuos. As análises são efetuadas a partir do acompanhamento das iniciativas existentes na Amazônia, bem como nas discussões realizadas em fóruns sobre o tema, conduzidos pelo Instituto Internacional do Brasil - IEB desde 1998.

  • Organizadores: Nurit Bensusan e Gordon Armstrong

    O Manejo da Paisagem e a Paisagem do Manejo

    O livro apresenta, por meio das experiências desenvolvidas no âmbito do Consórcio um panorama geral do manejo florestal no Brasil e do contexto que o circunda, principalmente na Amazônia. O Consórcio Alfa, apoiado pela USAID reuniu o IEB, IFT, Imaflora, Imazon, IPÊ, Pesacre e Universidade da Flórida (UF) durante quatro anos em um trabalho conjunto e complementar.

  • Romier Sousa, Denyse Gomes

    Produção Familiar Rural: tendências e oportunidades da atividade madeireira no Acre e Pará

    Esta publicação aborda os mercados para produtos florestais oriundos de comunidades rurais a partir de diferentes contextos e complexas relações comerciais existentes com base em dois estudos de casos. A leitura oferece tendências, descreve políticas e apresenta oportunidades de mercado para comunidades rurais. Com isso, esperamos que possa contribuir aos diversos atores (técnicos, moradores de comunidades rurais, órgãos do governo, ONG's e agências financiadoras) envolvidos no processo de MFC em curso na Amazônia brasileira.