Projeto destaca o protagonismo feminino na produção sustentável do Marajó

  April 26, 2019

O protagonismo feminino é o destaque do Seminário de encerramento do Projeto Mulheres Marajoaras: inclusão produtiva e sustentabilidade, realizado nesta quinta-feira (25), em Portel (PA). Com o objetivo fortalecer as experiências solidárias de inclusão produtiva sustentável de famílias agroextrativistas do Marajó com base no protagonismo das mulheres de comunidades tradicionais, o Projeto foi executado pelo Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB), em parceria com a Associação dos Trabalhadores Agroextrativistas do Rio Acuti Pereira (ATAA), Associação dos Moradores da Gleba Acuti Pereira (ASMOGA) e o Instituto Federal de Ciência e Tecnologia (IFPA) – Campus Breves, com apoio do Fundo Socioambiental da Caixa Econômica Federal.

Durante o Projeto foi construída uma cozinha agroindustrial na Comunidade Santo Ezequiel Moreno (com apoio do Fundo Solidário Açaí), dentre outras ações como a aquisição de equipamentos e utensílios domésticos; a realização de cursos de capacitações em boas práticas de manipulação de alimentos, organização social, instrumentos internos de gestão e governança.

No evento ainda foi lançado o livro “Receitas da Culinária Agroextrativista”, que tem como ingredientes principais diferentes produtos da agricultura e do extrativismo da região: são frutas, legumes e verduras das matas e dos quintais e roças das famílias. O objetivo é o aumento da qualidade dos produtos e seu valor no mercado a partir da experiência das mulheres extrativistas com a integração de conhecimentos apresentados por assessores técnicos, com o objetivo de aumentar a oferta de produtos das comunidades.

Realizado no auditório Manarijó, o evento de encerramento reuniu 150 pessoas representantes de comunidades dos rios Pacajá, Anapu, Camapari, Acutipereira; das instituições parceiras; do Sindicato de Trabalhadores(as) Rurais de Portel;  do Instituto Chico Mendes de Conservação Ambiental (ICMBio); da Secretaria de Desenvolvimento de Portel; e da  Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (EMATER).