Escola de Sustentabilidade inicia atividades em Juruti (PA)

  January 31, 2019

Com o tema “Democracia e Sustentabilidade: Os objetivos do Desenvolvimento Sustentável em Juruti”, foi realizada nesta segunda-feira (28) a aula inaugural da primeira turma da Escola de Sustentabilidade de Juruti (ESJ) com 40 alunos das zonas rural e urbana do município de Juruti (PA). A Escola é resultado de parceria entre o Instituto Juruti Sustentável (IJUS) e Instituto Alcoa. O projeto é executado pelo Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB).

Os alunos são lideranças de associações e grupos da sociedade civil local. A Escola atuará sob metodologia baseada na Pedagogia da Alternância, que integra a escola com a comunidade onde o aluno vive. O curso acontece em módulos chamados Círculos Formativos, que ocorrem em sala de aula, e Tempo Comunidade, onde os alunos irão desenvolver tarefas em suas áreas de atuação, realizando levantamento de informações, interagindo com pessoas do seu círculo de convivência, estimulando reflexões. Desta forma, ao mesmo tempo em que aplicam e fortalecem o conteúdo aprendido, também já contribuem diretamente com melhorias em suas instituições.

“Com esta formação, espero que possamos contribuir com o desenvolvimento econômico e social de nossas comunidades. A Escola de Sustentabilidade irá trazer novas técnicas, novos meios para aprimorar os trabalhos desenvolvidos, e iremos repassar o conhecimento aprendido para outros comunitários para espalharmos as raízes da sustentabilidade em nossa comunidade”, diz Adrian Ribeiro, aluno e morador da Vila de Juruti Velho.

O início da turma marca a materialização das ações desenvolvidas em torno da ideia da ESJ após o processo liderado pelo IEB que deu origem às bases operacionais da Escola. A temática da turma proposta é reflexo da intervenção qualificada que vem sendo proposta desde o início das atividades, e conta com toda a expertise formativa acumulada pelo IEB nesses 20 anos de fundação e atuação.

O IEB vem trabalhando em Juruti desde janeiro de 2018, realizando a proposição metodológica para a Escola de Sustentabilidade (ESJ). De lá para cá foram feitos mapeamentos e inserções junto aos atores locais. Construiu um Projeto Político Pedagógico para a experiência, além de assessorar a criação de um conselho deliberativo que dará as linhas de atuação para a Escola, formado por entidade locais comprometidas com suas diretrizes e com a sustentabilidade socioambiental do município de Juruti.