CEPF Cerrado

Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos

Apresentação

Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos (CEPF) é um programa conjunto da Agência Francesa para o Desenvolvimento, Conservação Internacional, União Europeia, Fundo para o Meio Ambiente Global (GEF), Governo do Japão, Fundação John D. e Catherine T. MacArthur e Banco Mundial para apoiar a proteção e conservação de ecossistemas únicos e ameaçados, conhecidos como hotspots. 

CEPF utiliza um processo de elaboração de “perfis ecossistêmicos” para identificar e articular uma estratégia de investimento para cada hotspot a ser financiado ao redor do mundo. Cada perfil ecossistêmico reflete uma avaliação das prioridades biológicas e das causas subjacentes à perda de biodiversidade em determinados ecossistemas.

Em 2013, o Conselho de Doadores do CEPF selecionou o bioma Cerrado como um dos hotspots prioritários, e oito milhões de dólares foram alocados para investimentos em projetos de conservação no período de 2016 a 2021. Para ter acesso ao Perfil do Ecossistema do Cerrado, acesse o link:

Em abril de 2016, o IEB foi selecionado para atuar como a Equipe de Implementação Regional (RIT, na sigla em inglês para Regional Implementation Team) do CEPF Cerrado e responde pela liderança estratégica do programa no hotspot. O IEB é responsável por gerenciar os pequenos e grandes projetos que serão apoiados durante a implementação do programa nesse período de cinco anos. 


Objetivos

Os objetivos de conservação prioritários para o Cerrado incluem evitar ou minimizar novas devastações, restaurar terras degradadas para a recriação da conectividade ecológica na paisagem, e expandir a rede de áreas protegidas.

O CEPF também apoiará ações dirigidas à conservação de nove espécies prioritárias terrestres e de água doce, as quais possuem planos de ação de conservação e aparecem listadas como ameaçadas na lista vermelha da União Internacional de Conservação da Natureza (UICN). Esses investimentos se concentrarão na implementação dos planos existentes.


Beneficiários

Além dos grupos da sociedade civil, o investimento CEPF tem como foco as comunidades locais de pequenos agricultores, povos indígenas e tradicionais e redes da sociedade civil com grande necessidade de desenvolvimento de capacidades.

Serão priorizados o fortalecimento das associações e cooperativas de produtores, agricultores e comunidades extrativistas; a promoção da integração de cadeias de produção sustentáveis; e a criação de incentivos para iniciativas empresariais sustentáveis.

O CEPF apoia também iniciativas que promovam o diálogo e a cooperação entre as organizações da sociedade civil e agências governamentais relevantes.


Direções Estratégicas

A estratégia do CEPF no Cerrado compreende 15 prioridades de investimento agrupadas nas seis direções estratégicas a seguir:

1. Promover a adoção das melhores práticas em agricultura nos corredores prioritários;

2. Apoiar a criação/expansão e a gestão eficaz das áreas protegidas nos corredores prioritários;

3. Promover e fortalecer as cadeias produtivas associadas ao uso sustentável dos recursos naturais e à restauração ecológica no hotspot;

4. Apoiar a proteção das espécies ameaçadas no hotspot;

5. Apoiar a implementação de ferramentas para integrar e compartilhar dados sobre monitoramento para melhor informar os processos de tomada de decisão no hotspot;

6. Fortalecer a capacidade das organizações da sociedade civil para promover a melhor gestão dos territórios e dos recursos naturais e para apoiar outras prioridades de investimento no hotspot. 

 

Forma de atuação

O CEPF lança editais de apoia projetos de conservação do Cerrado de acordo com as diretrizes estratégicas estabelecidas.

O apoios concedidos pelo CEPF podem ser de dois tipos:

  • com valor até $20,000 dólares, também chamados ‘Pequenos Projetos’
  • com valor de mais de $20,000 dólares, também chamados ‘Grandes Projetos’

O formulário da carta de intenção, assim como outros documentos necessários para se inscrever, encontram-se disponíveis no site do CEPF Cerrado: www.cepfcerrado.iieb.org.br.


Resultados Esperados

As ações previstas para o CEPF no Cerrado ao longo de cinco anos esperam alcançar os seguintes resultados:

  • Melhores práticas agrícolas adotadas nos corredores prioritários;
  • Áreas protegidas ampliadas nos corredores prioritários e sua efetividade de gestão reforçada;
  • Cadeias produtivas associadas ao uso sustentável dos recursos naturais e restauração ecológica no hotspot promovidas e fortalecidas.
  • Proteção de espécies ameaçadas prioritárias e de seus habitats aumentada;
  • Processos de tomada de decisão no hotspot melhorados, graças a um melhor acesso aos dados de monitoramento;
  • Capacidade fortalecida das organizações da sociedade civil para influenciar e melhorar a gestão dos territórios e dos recursos naturais e angariar apoio para outras prioridades de investimento no hotspot;
  • Capacidade fortalecida da sociedade civil de influenciar positivamente as políticas públicas e iniciativas privadas que visam a conservação e o desenvolvimento sustentável do hotspot.
  • Eficácia e escala de práticas sustentáveis do agronegócio aumentadas, por meio de investimento em uma das regiões mais importantes do mundo para insumos agrícolas.


Localização 

Apesar de poder contemplar projetos de todo o hotspot, os investimentos do CEPF se concentram em projetos-piloto dentro de quatro corredores prioritários:  

  • Veadeiros-Pouso Alto-Kalungas
  • Central de Matopiba
  • Sertão Veredas-Peruaçu
  • Mirador-Mesas

Esses corredores possuem 62 KBAs (sigla para key biodiversity areas ou áreas-chave de biodiversidade), com importância relativa “muito alta” para a conservação. A superfície total abrangida pelos quatro corredores prioritários é de cerca de 32,2 milhões de hectares, representando aproximadamente 16% de todo o hotspot do Cerrado.

O mapa a seguir apresenta o hotspot do Cerrado com as suas KBAs e Corredores da Biodiversidade:

 

Priority-corridors-and-KBAs.jpg


Financiador

Fundo de Parceria para Ecossistemas Críticos - CEPF