Caleidoscópio

Desde o ano 2000 o IEB realiza cursos e oficinas de capacitação que reúnem e integram indivíduos em redes de pessoas e saberes capazes de transformar realidades e influenciar mudanças no cenário socioambiental brasileiro.

Apresentação     

Desde o ano 2000 o IEB realiza cursos e oficinas de capacitação que reúnem e integram indivíduos em redes de pessoas e saberes capazes de transformar realidades e influenciar mudanças no cenário socioambiental brasileiro. Através do Programa Caleidoscópio, o instituto oferece capacitações em diversos temas ligados à relação homem-natureza em suas várias dimensões.

As contribuições pontuais dos cursos e oficinas do IEB, somadas  às bagagens dos participantes, constituem em  um leque de conceitos e ferramentas práticas para uma atuação multidisciplinar, integrada e eficaz. Assim como em um caleidoscópio, basta um pequeno movimento ou aporte para que o mosaico socioambiental se transforme, interaja, complemente-se e altere a imagem e o cenário que se vê.

O programa conta hoje com um portfólio variado e dinâmico de cursos e oficinas de capacitação e especialização profissional. Atualmente, está em processo de avaliação das estratégias de capacitação e em busca de parcerias e recursos para a sua realização.

 Objetivos

Desenvolver cursos e oficinas de capacitação nas temáticas socioambientais voltadas para a formação de técnicos, gestores e profissionais da área.

 Área de atuação

Nacional

 Beneficiários

Técnicos e gestores de organizações e de projetos socioambientais, dos setores público, privado, acadêmico, não-governamental e dos movimentos sociais.

 Atividades

Cursos e oficinas de capacitação realizados:

Comunicação e Meio Ambiente – Dez edições realizadas para ambientalistas conhecerem o universo jornalístico e as ferramentas de comunicação para ampliar e qualificar a inserção dos temas socioambientais na mídia;

Gestão Participativa das Águas – Duas edições realizadas para proporcionar a indivíduos e instituições atuantes na gestão das águas a oportunidade de ampliar o conhecimento sobre políticas públicas de recursos hídricos, instrumentos de gestão, e aspectos de conservação da água e serviços ambientais;

Mudanças Climáticas – Cinco edições realizadas para estimular discussões e a ampliação do conhecimento e da percepção de importantes setores da sociedade brasileira sobre as questões relativas à mudança climática, e assim, proporcionando a inclusão deste tema nos debates sobre o desenvolvimento sustentável;

Ferramentas Econômicas para a Conservação – Treze edições realizadas visando oferecer ferramentas de análise econômica que permitam entender as forças que atuam na fragmentação dos ecossistemas e na degradação do meio ambiente. Visou-se estimula os participantes  para uma atuação mais estratégica e realista, com maiores chances de atingir metas de conservação e desenvolvimento sustentável;

Ecologia Política e Políticas Ambientais – Seis edições realizadas com o intuito de estudar a política ambiental brasileira, enfatizando suas múltiplas repercussões, e de examinar inovações e novos instrumentos disponíveis para a formação, implementação e avaliação da política ambiental;

Aperfeiçoamento em Direito Ambiental – Oito edições realizadas para oferecer conhecimentos sobre as ferramentas jurídicas disponíveis para a conservação do meio ambiente, e para uma atuação estratégica que considere mecanismos de prevenção e repressão às infrações e aos crimes ambientais;

Metodologias Participativas e Ferramentas de Diálogo – Uma edição realizada que visou ampliar as capacidades e habilidades de profissionais que atuam como membros ou facilitadores de espaços públicos voltados para a gestão ambiental e o desenvolvimento sustentável;

Empreendedorismo Sustentável – Quatro edições realizadas para identificar e desenvolver o espírito empreendedor e o conceito de desenvolvimento sustentável. A proposta é preparar os alunos para estarem aptos a colaborar no desenvolvimento e na implementação de negócios rentáveis e sustentáveis;

Oficina de Manejo Florestal Comunitário  Seis edições realizadas envolvendo projetos de manejo florestal comunitários atuantes na Amazônia. Diversas instituições se reuniram e compartilharam experiências e conhecimentos locaispara pensar soluções de problemas comuns enfrentados pelas comunidades no uso coletivo dos recursos florestais;

Oficina Comunicação Comunitária e Popular – Duas edições realizadas visando oferecer um laboratório de comunicação capaz de promover e incentivar a criação de programas de rádio e de uma rede de Repórteres Ambientais Populares, objetivando a veiculação regular de notícias e ações de caráter educativo sobre a temática ambiental;

Povos Indígenas, Meio Ambiente e Desenvolvimento na Amazônia – O curso oferece, de modo introdutório e abrangente, princípios de conhecimento e chaves de entendimento sobre tópicos relevantes para compreender a conjuntura contemporânea dos povos indígenas na Amazônia, em sua interface com as questões ambientais e do desenvolvimento.

 Resultados

Foram capacitadas 1.737 pessoas, selecionadas de um total de 6.265 candidaturas. 45% dos participantes são de estados da Amazônia Legal.

 Desenvolvimento do projeto

Os cursos são realizados conforme a demanda de projetos e organizações parceiras, para tanto o IEB se vale de uma gama de profissionais que já atuaram na organização ao longo dos seus 15 anos de existência.