IEB abre seleção para contratação de consultoria para a instalação do sistema de informações gráficas

O processo seletivo recebe propostas até o dia 4 de março.

O Instituto Internacional de Educação do Brasil (IEB) irá contratar serviço de consultoria para a implantação de um sistema de informação geográfica (SIG), que permitirá o monitoramento do desmatamento nas terras indígenas contempladas pelo projeto Gestão Territorial Indígena no Sul do Amazonas. As pessoas jurídicas interessadas podem enviar suas propostas até o dia 4 de março para o endereço eletrônico anaraquel@iieb.org.br .

Acesse aqui o termo de referência na íntegra.

O SIG permite um maior controle territorial e a proteção dos territórios e dos recursos naturais imprescindíveis ao bem viver dos povos indígenas na região. Este sistema foi previsto para ser instalado nas sedes das associações indígenas parceiras e alimentado pelos com dados oficinais de desmatamento, a exemplo do Prodes/INPE, que realiza o monitoramento da floresta amazônica brasileira por satélite. A instalação do sistema de ferramentas de SIG será na sede do IEB em Humaitá e das associações indígenas parceiras (APIJ, OPIPAM, FOCIMP, OPIAJ e OPIAJBAM), localizadas nos municípios de Humaitá, Lábrea, Pauini e Boca do Acre no estado do Amazonas. Outro objetivo da contratação é a realização de seis oficinas de capacitação para dois técnicos do IEB e dez indígenas para utilização do sistema no monitoramento do desmatamento nas terras indígenas Jiahui, Nove de Janeiro, Ipixuna, Caititu, Boca do Acre, Km 124 e Água Preta/Inari e entorno.

O sistema deverá reunir um conjunto amplo de informações ambientais e fundiárias, obtidas a partir de ações de campo ou fontes governamentais oficiais, possibilitando a realização de análises, diagnósticos e mapeamentos. O sistema cumprirá o papel de armazenamento de dados, de processamento e análise desses de dados e de acervo documental para os resultados das análises e diagnósticos. O projeto Gestão Territorial Indígena no Sul do Amazonas tem como principal objetivo fortalecer a gestão territorial e ambiental de terras indígenas no Sul do Estado do Amazonas por meio da geração de alternativas econômicas sustentáveis, da proteção territorial, da recuperação ambiental e do fortalecimento dos modos de vida tradicional para a redução do desmatamento e o equilíbrio do clima.

Os agentes ambientais locais participam de um processo formação continuada que visa o fortalecer ferramentas e capacidades que possam contribuir para gestão territorial e ambiental das Terras Indígenas. Ao longo do projeto, participam de etapas presenciais de formação e são assessorados na realização de atividades formativas entre módulos onde praticam os conhecimentos adquiridos e construídos durante os cursos. Essas atividades formativas envolvem desde a mobilização da comunidade, planejamento e realização de ações como excursões de vigilância identificando ameaças e vulnerabilidades das terras indígenas, mutirões de plantio de sistemas agroflorestais, organização de produção agroextrativista, controle de safras e busca de mercados, entre outras.







Comentários