AGORA: Indígenas entregam carta ao governo de transição cobrando respeito e a garantia dos direitos fundamentais

A organização nacional do movimento indígena reivindica o respeito a seus direitos originários, reconhecidos pela Constituição Federal de 1988, e a continuidade da demarcação de terras indígenas

Indígenas realizam neste momento um ato no Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB), sede do governo de transição, em Brasília, para entregar uma carta da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) com reivindicações ao presidente eleito, Jair Bolsonaro.

No documento, a organização nacional do movimento indígena reivindica o respeito a seus direitos originários, reconhecidos pela Constituição Federal de 1988, e a continuidade da demarcação de terras indígenas, obrigação constitucional do poder Executivo.

A Apib também manifesta, na carta, preocupação e indignação com as ameaças de Jair Bolsonaro e de membros do futuro governo de barrar demarcações, submeter a Funai a "estruturas inadequadas" e abrir as terras tradicionais "aos interesses do agronegócio, da mineração, da construção civil e de outros grandes empreendimentos de impacto socioambiental".

Cerca de 80 indígenas participam do ato que iniciou ao meio-dia desta quinta (6).

Leia a carta na íntegra: https://goo.gl/PTskhi







Comentários